• Assessoria de Imprensa

Volks formaliza investimento no Paraná


O governador Beto Richa e o presidente da Volkswagen no Brasil, Thomas Schmall, formalizaram parceria entre o governo estadual e a empresa para ampliação da fábrica de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Será instalada uma nova plataforma para produção do Golf geração sete. O protocolo para enquadramento do investimento no programa Paraná Competitivo foi assinado no último dia 4 de setembro.


O investimento será de R$ 670 milhões. Deste total, R$ 520 milhões serão aplicados na ampliação da linha de produção da fábrica e o restante em capital de giro. A unidade fabril em São José dos Pinhais será a única na América do Sul a fabricar o novo Golf e ficará responsável pelo abastecimento de todas as revendedoras da empresa no continente – exceto América do Norte que é abastecida com veículos produzidos no México.

Com isto, a empresa prevê ampliar em 20% a produção na fábrica de São José dos Pinhais, passando de 800 para 1.000 veículos por dia. A estimativa é empregar de 400 a 700 novos funcionários, de acordo com a demanda. Atualmente, 3.500 pessoas trabalham na Volks de São José dos Pinhais.

“Depois de muitas negociações e conversas, em que várias vezes eu próprio participei defendendo os interesses do Paraná, conseguimos mais este investimento que contribui para o desenvolvimento do povo por meio do trabalho e da geração de renda”, afirmou o governador Beto Richa. “Voltamos a ser a terra da promissão e da segurança jurídica, onde quem quer investir tem a segurança necessária para isso”, enfatizou.

O presidente da empresa no Brasil, Thomas Schmall, confirmou que a maioria dos estados brasileiros se interessou em receber os novos investimentos da empresa no país. “A segurança jurídica do Paraná foi fundamental para decidirmos novamente investir aqui. Parabenizo o governo por tanta vontade de trazer este investimento ao Paraná”, disse Schmall. “Com certeza a produção deste novo carro trará ainda mais desenvolvimento ao Estado”, afirmou ele.

Ele afirmou, ainda, que além da segurança jurídica, a estabilidade econômica do Estado contribuiu para a decisão da empresa. “O diálogo com o governador e a equipe de governo foi muito produtivo e necessário para as negociações”, afirmou Schmall.

Participaram da solenidade de formalização da parceria os diretor de Assuntos Governamentais da Volkswagen, Antonio Megale; o diretor da fábrica de São José dos Pinhais, Volker Germann; o diretor Jurídico, Eduardo de Azevedo Barros, e o diretor Corporativo, André Senador.

As obras de ampliação da fábrica de São José dos Pinhais iniciam até o final deste ano. Depois disso será instalado o maquinário para a fabricação do novo Golf. A produção deve iniciar no segundo semestre de 2015. Os veículos chegam ao mercado no final de 2015 e início de 2016.

O prefeito de São José dos Pinhais, Luiz Carlos Setim, ressaltou a presença das empresas fornecedoras que, seguindo o modelo just-in-time, se instalam perto das montadoras para baratear os custos. “Isso significa ainda mais emprego e renda para o nosso município”, disse ele.

POLO AUTOMOTIVO - Beto Richa disse que os investimentos da Volkswagen, assim como os da Audi (empresa do mesmo grupo) somam-se a muitos outros para a consolidação do Paraná como um dos maiores polos automotivos do país. “Importante ressaltar que esses grandes empreendimentos despertam o interesse de outras empresas do ramo. O Paraná está se tornando o destino de grandes investidores deste setor”, ressaltou o governador.

A Audi confirmou o retorno da produção de carros no Paraná, com um investimento de R$ 504 milhões para fabricar os modelos A3 sedan e Q3 (SUV). Juntas, Audi e Volkswagen vão investir mais de R$ 1 bilhão na planta de São José dos Pinhais.

Na semana passada, a norte-americana Paccar apresentou o primeiro caminhão DAF produzido no Paraná, durante evento marcou o início da produção da marca no País, na fábrica de Ponta Grossa. A fabricante de pneus Sumitomo inaugurou em Fazenda Rio Grande a primeira base de produção do grupo fora da Ásia.

Aos novos empreendimentos se somam a Renault, Volkswagen, Volvo, Fiat, Catterpillar, Nissan, Case New Holland e ao amplo parque de fornecedores e fabricantes de peças localizado principalmente em Curitiba e Região Metropolitana.

Segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a participação do polo automotivo do Paraná na produção brasileira em 2012 foi de 15,4 % - quase quatro pontos percentuais superior ao de 2010 (participação de 11,6%). “Este ciclo de industrialização é fruto da boa liderança e credibilidade do líder do executivo, que retomou o diálogo com os investidores e deu segurança jurídica a eles”, afirmou Luiz Carlos Hauly, em seu último compromisso como secretário estadual da Fazenda.

Participaram da solenidade os secretários estaduais Cesar Silvestri (Governo), Cassio Taniguchi (Planejamento e Goordenação Geral), José Richa Filho (Infraestrutura e Logística); o deputado federal Alfredo Kaefer; o deputado estadual Francisco Buhrer; os presidentes da Associação Comercial do Paraná, Edson Ramon, e da Junta Comercial do Paraná, Ardisson Akel, além dos presidentes do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto; do Ipardes, Gilmar Mendes, e Tecpar, Júlio Félix.

0 visualização0 comentário