• Assessoria de Imprensa

Pastoral da Criança, 30 anos salvando vidas


A Pastoral da Criança está comemorando 30 anos. Começou em Florestópolis, no Norte do Paraná, sob a liderança de D Geraldo Majella Agnelo e da saudosa médica pediatra e sanitarista, Zilda Arns. Este trabalho pioneiro se tornou uma rede de solidariedade que atingiu o Brasil e outros 21 países.

Para marcar essa importante data, foi celebrada em Florestópolis por D Geraldo, no domingo (15 setembro),uma missa de gratidão a Deus por esse trabalho da Pastoral da Criança.

D. Geraldo, Arcebispo emérito de Salvador, lembrou do início da caminhada da Pastoral da Criança. "O objetivo inicial era o de combater a mortalidade infantil em Florestópolis, e não se pensava naquela época em se criar algo grande. Mas agradecemos a Deus porque ele fez com que essa semente desse muitos frutos. Reconhecemos também a dedicação e o amor dos voluntários que abraçaram essa causa humanitária, e assim tem contribuído para salvar a vida de muitas crianças".

A segunda cidade a receber a Pastoral da Criança foi Cambé, também no Norte do Paraná. O projeto pioneiro começou em Florestópolis devido ao alto índice de mortalidade infantil, 127 mortos a cada mil nascidos vivos. Em Cambé, o prefeito da época, Luiz Carlos Hauly, assim que tomou conhecimento deste trabalho, imediatamente procurou D.Geraldo e a doutora Zilda, e assim a Pastoral começou a atuar também naquele município.

"Tive a honra de conseguir que Cambé fosse a segunda cidade brasileira a assumir o compromisso com a Pastoral da Criança unindo o trabalho das secretarias da área social nos 30 bairros da cidade. Atualmente, Cambé tem 110 mil habitantes e um sistema de proteção à infância consolidado. O índice de mortalidade infantil é um dos menores do Brasil. E este “milagre da vida” se reproduziu em milhares de municípios do Brasil e do exterior", comemora Hauly, Secretário da Fazenda do Paraná e Deputado Federal (licenciado).

Para a atual coordenadora Nacional da Pastoral da Criança, Irmã Vera Lúcia Altoé, "a Pastoral presta um serviço missionário, evangélico e pastoral às crianças, desde o ventre materno aos seis anos. Por isso, prioriza o trabalho nas comunidades como forma de acolher Cristo no mais frágil e indefeso: a criança. E, deste modo, a Pastoral da Criança não mede esforços para promover a vida e vida em abundância a todas as crianças, especialmente as que se encontram situação de risco ou de exclusão".

Em 30 anos, a Pastoral da Criança é uma entidade que atua em mais de 35 mil comunidades em todo o Brasil, além de já ter levado essa experiência para outros 21 países da América Latina, África e Ásia. Reconhecida como uma das maiores organizações do mundo, a Pastoral da Criança trabalha em ações de combate às doenças e mortes infantis, melhoria da qualidade de vida das crianças e suas famílias.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo