• http://www.aen.pr.gov.br/

Paraná lança oficialmente o Ano da Holanda



Foi lançado oficialmente em Curitiba nesta quarta-feira (23), a programação do Ano da Holanda no Brasil, inclusive com os eventos que vão acontecer na região dos Campos Gerais onde os pioneiros holandeses tiveram uma atuação destacada. Lideraram esse importante encontro, na sede da Organização das Cooperativas do Paraná – Ocepar -, o Parque Histórico de Carambeí, a Prefeitura de Carambeí e também a Cooperativa Agroindustrial Batavo. Para o prefeito de Carambeí, Osmar Rickli, a cultura holandesa é baseada no cooperativismo, educação e o cristianismo. “Foi pensando em enaltecer esses sentimentos que, em 2005, durante meu primeiro mandato, institui a Festa dos Imigrantes como evento permanente no calendário da nossa cidade”. Para Dick de Geus, Presidente da APHC – Associação Parque Histórico de Carambeí -, o Parque Histórico será o instrumento para contar essa história, e também a da região, pois os visitantes vão ter a oportunidade de conhecer todo processo de formação e desenvolvimento do agronegócio na região bem como o avanço da tecnologia agrícola. O presidente da Batavo, Renato Greidanus, ressalta que, além de homenagear a acolhida brasileira, o Centenário também serve para agradecer, ainda que postumamente, os imigrantes pioneiros que enfrentaram doenças e outras dificuldades, mas não desistiram e plantaram na região a semente do cooperativismo. O presidente da Castrolanda, Frans Borg, declarou que, comemorar o Centenário é também uma forma de mostrar gratidão ao povo brasileiro, que acolheu muito bem os imigrantes holandeses no Paraná. A representante da Secretaria de Turismo do Paraná, Eliane Sanches, destacou que, o Parque Histórico será “a oportunidade de mostrar uma pequena Holanda, localizada no Paraná, o que muito contribuirá para o fortalecimento do turismo no Estado”. Falando em nome da Ocepar, Wilson Thiesen, parabenizou os membros da APHC e da Prefeitura de Carambeí pela iniciativa de homenagear os imigrantes holandeses, os quais deram grande contribuição para o agronegócio e o cooperativismo paranaense. Autor da lei que institui o Ano da Holanda no Brasil, o deputado federal licenciado e atual Secretário da Fazenda do Paraná, Luiz Carlos Hauly, afirmou: “O cooperativismo traz para nós o espírito da Revolução Francesa: liberdade, fraternidade e igualdade. O cristianismo e o cooperativismo, tão difundidos pelos imigrantes holandeses, formam um rico alicerce para as futuras gerações”.


0 visualização0 comentário