• Agência de Notícias do Paraná

Hauly: Paraná deve lutar pelo Pré-sal


Ao representar o governador Beto Richa no seminário “O Pré-sal”, realizado em Londrina, o deputado federal e Secretário da Fazenda do Paraná, Luiz Carlos Hauly, defendeu a imediata revisão do mar territorial para que o Estado não seja prejudicado na divisão dos royalties. “Não podemos aceitar que um estudo ultrapassado venha prejudicar o Paraná. Esse deve ser o único caso no mundo onde as linhas paralelas se encontram, justamente no prolongamento do nosso mar territorial, reduzindo sensivelmente a participação do nosso Estado da divisão do bolo do Pré-sal”, comentou.

Hauly também disse ter estranhado a alteração do relatório no substitutivo do Senador Vital do Rêgo, o qual, de última hora, retirou do documento aprovado a redefinição do mar territorial com base em linhas paralelas no prolongamento da divisa dos Estados. Se a alteração no relatório não tivesse sido concretizada, o Paraná, segunda a própria Agência Globo, ficaria com a maior parte dos campos de Tupi, Júpiter, Guará, Carioca e Bem-te-vi. “Nossa expectativa é de que essa redefinição do mar territorial seja realizada na Câmara”, comentou.

Durante seu pronunciamento no seminário “O Pré-sal”, realização da Petrobras, Sebrae, Grupo RIC e Governo, o Secretário da Fazenda fez questão de lembrar que o Paraná é historicamente prejudicado nas partilhas patrocinadas pela União junto aos demais Estados. Ele citou o caso da legislação que regula a cobrança do ICMS sobre energia elétrica, feita no local de consumo. “Temos a Itaipu, ainda a maior geradora de energia do mundo, mas o lucro vai para os estados consumidores”, comparou. Para Hauly, é oportuna a mobilização liderada pelo Governador Beto Richa para que todos possam apoiar uma campanha em favor do Paraná, para que o nosso Estado tenha justa participação na distribuição dos royalties.

Oportunidades

No seminário em Londrina foram apresentadas as muitas oportunidades, em praticamente todas as áreas, que serão geradas para produtos e serviços como suporte a toda demanda gerada pelo Pré-sal. O diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, lembrou que a Petrobras vai investir 224 bilhões de dólares até 2014. O objetivo da empresa é que o conteúdo nacional nos empreendimentos da companhia chegue a 63,8%, o que representa 140 bilhões de dólares em produtos e serviços.

Em reunião, em maio deste ano, com o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli de Azevedo, no Palácio das Araucárias, o Governador Beto Richa incentivou a criação de um grupo de trabalho para que as empresas paranaenses possam elevar sua participação no fornecimento de produtos para a Petrobras. Essa iniciativa já gera resultado positivo na medida em que empresários de diversos setores estão buscando credenciamento junto à estatal de petróleo, inclusive com algumas empresas sendo orientadas pelo Sebrae.



0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo